Warning: Illegal string offset 'category' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 296 Warning: Illegal string offset 'url' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 297 Warning: Illegal string offset 'max' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 298 Warning: Illegal string offset 'file' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 299 Warning: Illegal string offset 'category' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 296 Warning: Illegal string offset 'url' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 297 Warning: Illegal string offset 'max' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 298 Warning: Illegal string offset 'file' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 299 Warning: Illegal string offset 'category' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 296 Warning: Illegal string offset 'url' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 297 Warning: Illegal string offset 'max' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 298 Warning: Illegal string offset 'file' in /home/critiq.com.br/public/site/query.php on line 299 Colunas - O menino de 73 anos
SairClique aqui para sairFazer Login com FacebookClique aqui para logar

O menino de 73 anos

Durante muitos anos, “O Pequeno Príncipe” foi, pelo menos no Brasil, uma espécie de piada: era citado por 10 entre 10 candidatas a “miss” como seu livro favorito. Só que isso não tira o mérito desse clássico infantil escrito por Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944). A história do pequeno menino que mora sozinho, com uma pequena rosa, em um asteroide e sai “voando” por planetas à procura de respostas para suas questões, continua encantando o mundo. Durante sua viagem, irá encontrar diversos personagens (uma raposa, uma cobra, um aviador) que irão ajudá-lo a entender o significado da vida. Uma obra atemporal e profundamente humanista, onde temas como a vida, o amor, a morte, a natureza, as relações humanas são tratados. Tudo através do olhar de uma criança, graças á sensibilidade de seu autor. Como o livro caiu em domínio público, diversas editoras puderam (re)lançá-lo e há meses está entre os livros mais vendidos no país, sendo que há poucas semanas atrás, figurava em primeiro lugar entre os livros de ficção mais vendidos. Antoine de Saint-Exupéry foi um aviador francês, pioneiro dos serviços de correio aéreo. Já havia escrito livros, mas para adultos e sobre sua paixão, a aviação. Durante exílio nos Estados Unidos durante a II Guerra Mundial foi incentivado por editores americanos, ao verem seu talento como desenhista amador, a escrever um livro para crianças. Durante missão de reconhecimento na França ocupada, seu avião foi abatido por um caça alemão. Os destroços só foram encontrados em 2004. Não viveu para ver o sucesso de sua obra, nem aproveitar seu êxito comercial. Estima-se que já vendeu mais de 140 milhões de exemplares em 250 idiomas. Dentre as inúmeras frases que muitos citam (“Todas as pessoas grandes foram um dia crianças”, “Só se vê com o coração, o essencial é invisível para os olhos” ou “As estrelas são todas iluminadas... Será que elas brilham para que cada um possa um dia encontrar a sua?”) é exatamente a mais famosa delas (“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”) que traduz da melhor forma o que “O Pequeno Príncipe” representa para seus leitores: um livro absolutamente “cativante”. E eterno, como todo clássico.